terça-feira, 1 de março de 2011

i said "maybe you're gonna be the one that saves me"

 Lá vinha você denovo, lindo e ofuscante, marcava-me as retinas, reluzindo no alto dos seus um e oitenta e tantos... tantos!
 Talvez nem tantos assim, talvez eu que seja muito pequena frente a ti, ou você grande demais para caber em si. Podiam ser só meus um e cinqueta e poucos centímetros de altura marcando-se (pouco) presentes, mas é que nunca me pareceram tão poucos, envergonhados de sermos tão pequenos juntos a seus braços fortes. Enormes.
 Tá, talvez nem tão grandes assim. É que quando me abraças eu, já diminuta em tamanho, sumo de vista. Ou talvez só suma. Em suma é tudo o que há pra fazer.
 Talvez você nem tivesse tanta luz assim, talvez não fosse tão grande (e nem eu tão pequena), talvez quem some é você, difuso dentro de mim. É que sei lá, parecia que tinha que ser coisa muito grande pra parecer certo eu me sentir tão protegida se envolvida por ti... Perdida em mim.

Um comentário:

Leia também