terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Pique-esconde

 Tem essa coisa errada em você que me atrai. Não sou o tipo que curte perigo, coisa errada, gente sem concerto... Esse é o ponto: o concerto. Se há algo errado nada é mais motivador do que o concerto. Demasiada ambição da minha parte, sei, mas é maior que eu: enquanto não houver certeza ABSOLUTA de que não há uma gota do que presta em você eu continuo. Eu acho que posso fazer dessa gota um vasto mar lindo e revolto em qual só eu saiba navegar. Meu.
 Mas não tem meu, não há mar e talvez não haja nem uma gota! Talvez eu só acredite porque eu quero, não há evidência.
 Você mostra e então esconde e eu não quero mais brincar disso. Perdeu a graça, perdi o jogo. Perdi você. Eu me perdi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também