segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Eu penso, não sei como sentir.
Sinto. Nubla-se a razão.
Eu sou!
Não...
Quem sou?
Só sei o que não quero.

Um comentário:

Leia também